Quarentena: Como organizar o guarda-roupa

Quarentena: Como organizar o guarda-roupa

Confira as dicas para deixar tudo em ordem no armário, ficar esteticamente bem e ainda facilitar o dia a dia

Já parou para pensar que o período da quarentena, principalmente durante o fim de semana pode ser útil para você organizar muitas coisas? Ter um guarda roupa organizado nem sempre é tarefa fácil. Muitas vezes o espaço é pequeno e as coisas ficam apertadas. Em outros casos, justo por haver muito espaço, as coisas acabam entocadas e acumuladas nele.

Porém, manter um certo nível de organização, além de ser esteticamente melhor, também facilita no dia a dia. Gavetas, prateleiras, divisórias, cabides, caixas, são muitas as opções para que tudo fique em ordem. Confira dicas para deixar o guarda roupa organizado, independentemente do tamanho.

Roupeiro Sonata Plus da Sallêto Móveis. (Foto Sallêto Móveis)

“Um guarda roupa prático e organizado é resultado de um móvel bem dividido e pensado para as necessidades do usuário”, explica a Designer Gessiane Almeida. O primeiro cuidado na hora de planejar o armário é analisar a quantidade de cada item e o que vai ser guardado nele. “Tudo tem que ser pensado de forma que as roupas e acessórios caibam de forma organizada nos espaços determinados”, acrescenta.

Na hora de guardar tudo no armário, é fundamental ter critérios para facilitar o dia a dia. Roupas e objetos que são usados com mais frequência devem estar mais acessíveis. Desta forma, é possível evitar a bagunça e perda de tempo procurando o que se deseja usar. Já o que não é usado frequentemente pode ocupar um espaço que não fique tão ao alcance. “As peças que são utilizadas com mais frequência devem estar em fácil acesso, às mãos do usuário, enquanto as áreas superiores são reservadas para guardar os objetos que não são usados diariamente, como malas, por exemplo”, completa a designer.

Interior do roupeiro Sonata Plus da Sallêto Móveis. (Foto:Sallêto Móveis)

Para as roupas, é importante separar o que vai ser guardado em gavetas e o que será pendurado em cabides. Na hora de fazer a seleção, aproveite para separar as peças pouco usadas para doação. Esta medida, além de ajudar o próximo, vai abrir mais espaço no guarda roupa. E vale ressaltar que peças que tendem a amassar devem ficar no cabide.

Muitos pensam que os sapatos não devem ser guardados no armário, mas eles podem ter seu espaço no móvel. “Eles podem ficar dentro do armário, sim, desde que tenham um espaço separado para eles”, garante a designer. “Atualmente também estão sendo utilizados cabides para guardar os sapatos, mas aconselho utilizar os que possuem uma espécie de capa, que evita o contato com outras peças”, acrescenta.

Interior do roupeiro Tokio da Sallêto Móveis. (Foto:Sallêto Móveis)

Outras dicas que fazem a diferença:

  • colocar os cabides com os ganchos na mesma direção e as roupas viradas para um mesmo lado ajudam na hora de encontrar a peça que será usada;
  • as peças que serão penduradas nos cabides devem ser separadas por categorias e as peças ideais são camisas, blusas, casacos e calças;
  • é importante respeitar o tamanho e comprimento das peças que serão colocadas nos cabides. As roupas não devem ficar encostando e dobrando as pontas para não amassar. Portanto, vestidos e casacos longos e calças devem ter espaço diferenciado de camisas e blusas
  • nas gavetas, coloque as roupas que mais usa em cima para evitar ficar puxando e amassando as demais. Outra dica é, se for guardar camisas, colocá-las enroladas em rolinhos e não dobradas uma em cima da outra;
  • organize as roupas por cor e os sapatos por tipo para facilitar encontrar a peça desejada no cotidiano;
  • caixas ajudam a organizar pequenos objetos e peças. Para facilitar, separe por categoria, como lingerie, bijuterias, cintos, gravatas, entre outras coisas, e use etiquetas.